Antes de tudo tenho que falar que viajei todos os últimos 4 finais de semana e não tive tempo ainda pra contar sobre isso.
Ainda tenho que contar aqui sobre a viagem pra Guilin, pra montanha Yellow Mountain, Beijing, Hong Kong e Hongcun (uma vila aqui perto).
Mas quero escrever direitinho, com tempo e colocar fotos. Portanto, tenham calma.

Agora quero falar que falta só uma semana pra eu voltar para o Brasil, e isso é confuso.
Quero muito voltar: saudade da família, amigos, comida, festas, da minha cama, banheiro, travesseiro e etc…
MAS, não queria ir embora daqui. Mesmo com todos altos e baixos que passei, foi uma experiência incrível e pensar que vou deixar tudo isso pra trás é assustador!

O que eu queria era dormir hoje e acordar só no Brasil. Isso iria diminuir o sofrimento da despedida.
Do último dia que vou lavar minhas roupas, a última vez que vou comer o pato (com ovo, tofu, arroz, arroz e uma verdura), tomar o leite de soja, comer baozi e dumplings, o último dia no escritório, o último jantar de negócios e a última festinha com os gringos.
Vou ter que passar pelos olhares de despedida, cartas, lágrimas e promessas otimistas.
Sei que nada vai trazer a vida que vivi nesse período de volta, mesmo se eu voltar vai ser tudo diferente (ainda mais na China, que tudo muda (muito) rápido!).
Despedir aqui é bem mais triste, é deixar um pedaço da minha história pra trás, fechar um ciclo, perder alguma coisa. E sempre nos ensinaram que perder não é bom.

Quando despedi no Brasil, sabia que iria voltar, que tudo estaria do mesmo jeito, no mesmo lugar (mesmo que hoje isso não seja verdade).

Sinto uma vontade exagerada de agradecer tudo e a todos que participaram da minha história de vida aqui. Cada um de uma forma, mas todos igualmente importante para o meu crescimento. Mas não sei como agradecer as pessoas que convivi diariamente aqui, eles não sabem o quanto sou grata por tudo que fizeram por mim (muito mais do que o necessário). E acho que é assim mesmo, algumas coisas a gente não tem como agradecer mesmo, só retribuir.

Estou voltando para o Brasil em uma semana, por isso esse post deve ser o último que escrevo da China.

Vejo vocês em breve! Vai esquentando o forno pra assar o pão de queijo!

“Partir, andar, eis que chega
É essa velha hora tão sonhada”