Fui pra Xangai pela terceira vez pra participar de uma feira de indústrias de produtos farmacêuticos (CPHI), e também pra ir na Expo Shanghai!

A feira foi ótima! Como era internacional, o ambiente é sempre melhor, com muito indiano, alguns europeus e até conheci um americano que já foi pro Brasil, fala um pouquinho de português e também sente falta de “cafezinho com pão de queijo. Adorei!

Foram 5 pessoas da minha empresa, e cada um ia atrás dos fornecedores que mais têm contato pra conversar e trocar informações. Eu acompanhei a Sophie, e participei de várias reuniõezinhas em chinês, mas eu sempre era apresentada como a colega que está responsável pelo mercado da América Latina. Uau! Troquei vários cartões e agora estou em busca dos clientes para a infinidade de produtos que tive contato.
Como sempre tivemos jantares de negócios, com muita comida, muita bebida e muitos brindes. No primeiro dia, depois de jantar fomos com um amigo-de-negócios do Alan pra um Irish Pub, um bar de verdade, que vende muitos tipos de cerveja e reune muitos gringos.

Observação importante: cada garrafinha de Heineken custava 45 yuan e era uma das mais baratas. Claro que quem pagou foi o amigo-de-negócios, porque ele que convidou.
Depois disso ainda fomos pra um Karaoke. Me diverti daquele tanto. Cantei uma música, comi umas pipocas e quase dormi no sofá.

Na sexta feira fomos pra Expo umas 11horas da manhã.
Pra quem não sabe, a Expo em Xangai é a exposição de vários países (mais de 100) sobre a cultura, costumes, pessoas, religião, comida de cada região. É a possibilidade de conhecer vários países sem precisar viajar.

O detalhe é que um amigo da Sophie deu 2 convites pra ela. Cada convite dava o direito a 3 entradas na exposição e cada um custou 400yuan. Fomos na sexta e no sábado, o que significa que tenho até outubro pra gastar minha última entrada.

Alguns países possuem seu próprio pavilhão com um loja de produtos do país e ainda um lugar que vende comida típica. Outros compartilham o mesmo pavilhão, como é o caso de vários países da África que compartilhavam o pavilhão referente a esse continente.

No sábado mais de 500.000 pessoas passaram por lá, e algumas filas para visitar algum país chegavam a demorar 4 horas. Obviamente não fiquei nessas filas gigantescas!
Pra visitar o pavilhão da China eu teria que agendar antes (ééé), por isso não visitei.

Tirei muitas, muitas fotos desse lugar imenso que mais parecia uma cidade. Nos dois dias ficamos por lá até a noite (10horas da noite), e isso significa que minhas pernas, meus pés e meu humor no final do dia estavam péssimos!

Valeu a pena, mas sei que deixei de visitar MUITA coisa, porque o lugar é imenso e por isso impossível de se conhecer em apenas 2 dias.

O pavilhão do Brasil foi o primeiro que visitei, mas não encontrei nenhum brasileiro por lá o que me deixou meio frustrada. Achei legal, mas esperava bem mais. Pelo menos pude comer em um restaurantezinho um sanduíche com uma carne deliciosa!! O chef do restaurante era brasileiro e fiquei conversando com ele enquanto o sanduíche ficava pronto. Tinha feijoada também pra comer, mas preferi a CARNE!

Experimentamos comidas de vários países, e é sempre bem interessante essa parte, mas tudo era bem caro (falando em termos de yuan, sem conversões)!!

Quem tiver a oportunidade, venha e visite com um calçado bem confortável!

Veja algumas fotos que tirei: