No último final de semana fui conhecer Nanjing, capital da província de Jiangsu na China. Fica a 160 Km de Hefei, e a 300 km de Xangai. A cidade já foi capital da China, tem cerca de 10 milhões de habitantes e é um grande centro industrial, comercial e cultural.

Nanjing

Nanjing

Nanjing

Eu e a Sophie fomos pra lá de carro com o chefe da empresa. Ele mora lá nos finais de semana com a mulher e o filho.
Gostei bastante da cidade, é grande, desenvolvida, o metro é organizado e limpo (igual ou melhor que o metro de Madri!), com tudo escrito em chinês E inglês.

Metro em Nanjing

Uma amiga da Sophie foi nos recepcionar na saída do metro. Essa primeira noite nós dormimos na casa dela. Jantamos num daqueles restaurantezinhos pequenos e deliciosos e fomos pra casa dela que fica a 1 hora do centro da cidade.
O apartamento fica dentro de um condomínio e mesmo tendo uns 100m², é considerado um apartamento bemmmm grande, milionário! (Depois vou falar mais sobre o problema do valor das casas na China).
Mesmo ela falando pouquissimo inglês, conseguimos nos comunicar algumas vezes. E ela, sempre muito atenciosa fazia de tudo pra me agradar. Até bebi cappuccino! A primeira vez que bebo café por aqui!

Condominio da Isabela

Ela me deu um nome chinês e pediu pra eu dar um nome brasileiro pra ela. Meu nome em chinês é Li Jia Rui e o dela é Isabela.
Li é um sobrenome (aqui na China eles sempre vem antes do nome) muito comum e segundo ela parece com BLito, meu sobrenome. Jia Rui é o mais parecido com “Gabri” e significa beleza, sorte, prosperidade. Gostei!!!
Ela gostou de Isabela porque eu disse que era bem comum no Brasil e é um nome fácil para os chineses pronunciarem.

Gabi e Isabela

No café, ela fez coisas tradicionais pra eu saber como era um típico café da manhã chinês, lá vai: uma sopinha de arroz com feijão, uma caixinha de leite (estilo toddynho mas sem chocolate) e um ovo frito.

Depois da refeição fomos conhecer o zoológico. As fotos estão no post anterior, mas quero comentar umas coisinhas: minha árvore preferida é esse pinheiro (estou na foto com ele); queria muito ver um Panda mas achei eles pequenos e sujos (mesmo assim eles são lindos, fofos e preguiçosos); o zoológico é gigante, com muitas escadas e muitos animais diferentes, o que significa que cansei demais andando no lugar todo; uma menina e um grupo de crianças me pararam e pediram pra eu tirar foto com elas (diz pra eles que eu não sou famosa!!). Ah tirei minha foto dos sonhos: essa aí na frente da casa/templo chinês.

Um resumo sobre os pandas!

No zoológico

Na saída, comemos umas coisas gostosas mas que eu não consigo explicar muito bem. Um é um doce de arroz cozido e bem comprimido, o outro é um espetinho apimentado de alguma coisa que não descobri o que era.

Do zoológico fomos pro centro da cidade encontrar Cedric, outro amigo da Sophie, que graças a deus fala inglês bem! Fomos visitar o Templo de Confúcio, um lugar bem famoso e cheio de turistas chineses. O lugar é lindo, cheio de luzes, lojas, gente, dragões, árvores, e muita história (que eu não conheço).
Pergunta: Quem aí estudou o confucionismo e sabia que Confúcio era chinês? Eu não sabia.
Outras 3 pessoas me pediram pra tirar foto com eles. Acho que já posso começar a cobrar, né?
Jantamos ali perto e depois de tanto andar, fomos pra casa de uma outra amiga da Sophie (elas moravam juntas durante a faculdade)! Eu estava morta de cansaço!

Domingo acordamos com o despertador e voltamos a dormir. Estavamos cansadas, com preguiça e ainda tava chovendo!! Mas depois de uma hora de enrolação na cama, acordamos, comemos e fomos conhecer a universidade que a Sophie estudou. Fiquei com inveja, quis voltar a ser estudante só pra estudar lá, mas logo voltei pra realidade.
Primeiro que toda universidade aqui tem dormitórios para os estudantes, ou seja, eles estudam e moram na universidade. E todo mundo faz isso. Tem dormitórios para os professores que querem morar ali também. Tem vários restaurantes universitários, cheios de comida boa (a aparência era boa). A única coisa que eu não gostei é que pra tomar banho com água quente, as pessoas tem que ir pra um outro lugar, e pagar 0,20 yuan (super barato, e super inconveniente). Vejam as fotos da Universidade!

Entrada da universidade

Gabi na chuva!

Universidade

Corredor

Sala de aula

Universidade

Universidade

Relógio na Universidade

Arquitetura típica

Depois de andar muito tempo na chuva pra conhecer a universidade fomos conhecer o Museu, que eu nem lembro o nome e nem vou contar como era lá, porque só ficamos um tempo e depois fomos pra casa. Estavamos com os pés molhados, a roupa molhada, morrendo de frio e começando a espirrar. Preciso falar porque eu gosto de dias ensolarados?
Tomamos um caldo de gengibre com açúcar em casa e fomos dormir. Acordamos pra almoçar as 4 horas da tarde!
Depois disso fiquei esperando o Alan, meu chefe, me buscar. Conheci a mulher dele e o filho! Dormi na casa deles porque no outro dia sairíamos pra viajar bem cedo.

Alan (meu chefe) e família!

Contabilizando: 3 noites, 3 lugares diferentes pra dormir.